segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Opções

- Pedro, o que você quer ser quando crescer?
- Vou fazer faculdade de artes cênicas. Se não der certo, vou fazer design de games. E por último, se nada der certo, vou ser experimentador de sorvetes mesmo.

(Pedro, 10 anos)

domingo, 17 de setembro de 2017

Pretendente

Depois de voltar de um aniversário infantil, Maria Laura fiou um tempão pensativa, olhando pra mim, até que eu perguntei:
- O que foi, filha?
- Sabe o que é, mamãe... eu queria tanto que você namorasse o Homem Aranha!

(Maria Laura, 5 anos)

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Apelidos

Eu tentando descobrir os apelidos do meu filho na nova escola:
- Como a tia da escola te chama?
- Léo.
- Como seus amigos te chamam?
- Leléo.
- E como a professora te chama?
- Léééooo, sentaaaa!

(Leonardo, 3 anos)

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Proteção

Na classe, ao término da oração:
- Professora, se Deus nos protege, por que existe cerca elétrica?
(Isadora, 4 anos)

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Saudade

- Mamãe, eu adoro suas bochechas.
- Por que, meu bem?
- Porque elas são fofinhas. As vezes, quando estou na escola, queria que suas bochechas estivessem lá para eu apertar.

(Vinicius, 5 anos)

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Repita comigo

- Danilo, quando alguém perguntar seu nome você diz: eu sou o Danilo.
- Sim, mamãe! 
- Então, responda. Qual é o seu nome?
- Qual é o seu nome, mamãe?
- Nãããoo, Danilo. Eu que pergunto, qual é o seu nome?
- Qual é o seu nome?
- Nãããoooo. Você responde: meu nome é Danilo.
- O meu também, mamãe!

(Danilo Augusto, 2 anos)

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Direitos iguais

Na hora de dormir...
- Filha, você já vai fazer seis anos. Precisa dormir na sua cama.
- Mamãe, você já tem trinta e ainda dorme com o papai.

(Rafaela, 6 anos)

Urgência

Sophia é uma vizinha da nossa rua. Ela estava passando pela porta da minha casa e meu pai perguntou:
- Oi, Sophia. Tudo bem? Você não veio mais nos visitar, nunca mais apareceu por aqui.
- É a correria.

(Sophia, 6 anos)

domingo, 10 de setembro de 2017

Lágrimas

Eu e meu pai trabalhamos com salgados. Eu estava cortando cebolas quando a Lívia entrou:
- Tia, por que você está chorando?
- É por causa da cebola, amor.
- Mas o que ela fez pra você?

(Lívia, 4 anos)

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Irresistível

Cecília pediu a chupeta, insistiu. A contragosto, a avó deu. Depois perguntou:
- Cecília, o que tem nessa chupeta? Ela é gostosa?
- Sim.
- Sei... e que gosto tem essa chupeta?
- Tem gosto de vovó.

(Cecília, 2 anos)

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

7 de setembro

- Rafael, você sabe o que é o dia da Independência?
- É o dia em que ninguém precisa de ninguém para nada.

(Michelle, 7 anos e Rafael, 10)

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Co-piloto

Estávamos no carro, indo para uma festa e a Cecília, sentada na cadeirinha, dava palpites para o pai enquanto ele dirigia:
- Cuidado com o carro, papai.
- Pode deixar, filha.
- Papai, olhe para frente. Cuidado com os carros.
- Combinado, filha.
- Combinado, não, "obrigado".

(Cecília, 2 anos)

terça-feira, 5 de setembro de 2017

Feliz dia dos irmãos

Estava brincando com minha vizinha e o irmão dela de esconde-esconde. Eu pedi para ela ficar em silêncio para nós escutarmos a respiração do irmão dela, quando ela grita:
- Matheus, uma dica: respira!

(Ana, 7 anos)

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Transporte

Minha prima e eu estávamos discutindo de brincadeira até que eu falei:
- Sua peruazinha.
- Eu não sou perua. Eu sou van.

(Sofia, 11 anos)

domingo, 3 de setembro de 2017

Check list

A Júlia viajava pela primeira vez de avião. Ao levantar o voo, ela começou a chorar.
Preocupada perguntei o que estava havendo e ela respondeu:
- Tô emocionada, tia. Realizei meu sonho. Agora só falta o outro.
- Qual?
- Conhecer Jesus.
- Acho melhor deixar para outro dia.

(Julia, 8 anos)

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Direitos iguais

Minha prima acabou de aprender o Hino Nacional na escola e quando chegou em casa começou a cantar:
- Se o penhor dessa maldade...

 (Sâmyla, 4 anos)

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Faber-Castell

Meus dois alunos conversando na hora da tarefa:
- Olha, Dudu, meu giz é azul escuro!
- E o meu é azul aceso!

(Arthur e Dudu, 3 anos)

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Amor

Eu estava lavando louça, quando o cachorro começou a se agitar. Minha irmãzinha Gabrielle ouviu aquilo e logo foi ver o motivo da agitação. Eram dois gatinhos. Ela entrou correndo e gritou:
- Lê, eu acho que eles vão ter filhotinhos!
Surpresa, perguntei:
- Como assim, Gabi?
E ela, na maior inocência do mundo, respondeu:
- É que eles estão passando o narizinho um no outro.

(Gabrielle, 10 anos)

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Nome próprio

- Quem te deu esse colar, Josi?
- Foi minha mãe.
- Ah, é?! E como ela se chama?
- Margarida.
- Margarida??
- Isso, nome de flor. E a sua mãe, como chama?
- Zil, nome de gente mesmo.

(Lara, 4 anos)

domingo, 27 de agosto de 2017

Pé de vento

- Gabi, desça a rampa devagar para você não cair.
- Não dá, mamãe! Perna de criança corre na descida.

(Gabriela, 4 anos)

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Feliz ano velho

Era o último dia do ano. David, Raquel e João estavam na casa da avó no interior e ela disse:
- Vão dormir, crianças. Já vai dar meia-noite.
Curioso, David perguntou:
- O que é meia-noite?
O João respondeu:
- Meia-noite é quando hoje já é amanhã.
E Raquel complementou:
-E meia-noite de ano novo, é quando hoje já é ano que vem.

(João, 8, Raquel, 6 e David, 4 anos)

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Usuário de Crocs

Meu marido comprou um Crocs para meu enteado, mas comprou um número errado. Meu irmão chegou e falou:
- Nossa, Rafa, está de Crocs novo?
- É, tio. Mas ficou faltando o dois para servir.
- O "dois"? Como assim?
- É, tio. Esse aqui é o 30 e eu uso 32. Faltou o 2 para servir.

(Rafael, 6 anos)

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Reza

Pedi para o Theodoro orar porque a mamãe estava com dor de dente. A oração foi a seguinte:
- Papai do céu, obrigado por esse dia. Abençoe a dor de dente da mamãe e nunca deixe faltar. Em nome de Jesus, amém!

(Theodoro, 2 anos)

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Palavrinha mágica

A Cecília estava em frente à TV e eu queria assistir um programa, então falei:
- Cecília, saia da frente da TV, por favor.
Achei que ela não tinha escutado e falei novamente:
- Cecília, saia da frente da TV, por favor.
E ela respondeu:
- Você quis dizer "dá licença", vovó?

(Cecília, 2 anos)

domingo, 20 de agosto de 2017

Sensibilidade

Minha irmã estava me contando que meu sobrinho ficou emocionado com o episódio de Acapulco do Chaves. E ele comentou:
- Do nada começou a sair lágrimas dos meus olhos. E a musiquinha também é muito triste. Foi mais pela musiquinha mesmo, eu acho.

(Raphael, 7 anos)

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Família

Em um trabalho relacionado à família na escola, perguntaram ao meu irmãozinho:
- Como é a sua família, Uriel?
- É um monte de gente que briga, mas que se beija.

(Uriel, 5 anos)

Saudade

- Acho que minha mãe sente saudade de ser criança.
- Por quê?
- Ah, porque ela brinca comigo de vez em quando.

(Estella, 6 anos)

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Cúmplice

- O que foi, Duda? Cadê suas amigas?
- Estão de castigo.
- O que aconteceu? Por que elas estão de castigo?
Depois de um silêncio, respondeu:
- Se eu te contar mãe... você vai me colocar de castigo também.

(Maria Eduarda, 5 anos)

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Presente

Estávamos conversando sobre o verdadeiro valor das coisas e falei para a Cecília:
- Não me importo com presente de dia das mães. Prefiro uma filha boa e educada todos os dias. Esse é o meu melhor presente.
- Mãe, não se pode ganhar presente todos os dias.

(Cecília, 5 anos)

Questão de tempo

Eu e meu namorado estamos fazendo intercâmbio na Irlanda. Conversamos sempre com a Júlia, filha dele, por videoconferência e há um fuso horário de 4 horas. Em uma dessas ligações, surgiu esse diálogo:
- Ei, Júlia, tudo bem? Já tomou banho para ir para a escola?
- Não, papai. Está cedo ainda.
- Que horas são aí?
- Agora são 11h. E aí, que horas são?
- Aqui são 15h, Júlia.
- Nooossa! Como a hora passa rápido aí, né?!

(Júlia, 7 anos)

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Se eu fosse você

- Isabela, vamos pingar um sorinho no nariz para melhorar sua respiração. Se eu fosse você, pingava.
- É, tia, mas como não é...

(Isabela, 5 anos)

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Agosto

Eu estava colocando roupas para lavar na máquina e a Isa no balanço:
- Mãe, que mês nós estamos mesmo?
- Em agosto, filha.
- Huumm... que bom, né?
- Bom por quê? 
- É bom porque dá para a gente sentir o gosto dele. Já é agosto.

(Isadora, 5 anos)

domingo, 13 de agosto de 2017

Pai é pai

Sofia entrou na sala e pediu:
- Pai, não imite a mamãe, tá?
- Tá bom, Sofia.
- Então posso chupar gelinho?
- Não.
- Eu falei que não era para imitar a mamãe!

(Sofia, 4 anos)

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Pai

- Meu pai é o mais legal de todos os pais. Ele é forte, duro, me leva no fundão do mar e não me deixa afogar.
- E a mamãe?
- A mamãe é macia.

(Pedro, 4 anos)

Comemoração

- Mamãe, o que é comer?
- É quando você põe a comida na boca, mastiga e engole.
- Mamãe, o que é morar?
- É quando você tem uma casinha para ir todo dia, então você mora nela.
- Mamãe, o que é "comermorar"?

(João Augusto, 3 anos)

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Lógica

Sou enfermeira em uma unidade de saúde e ao atender uma criança, perguntei:
- Me conte, André, quando você completa cinco anos?
- No meu próximo aniversário, tia.

(André, 4 anos)

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Senta que lá vem história

- Qual parte do corpo a gente usa para pensar, Júlia?
- O bumbum.
- Como assim?
- Ué, a gente senta o bumbum na cadeira e pensa.

(Júlia, 5 anos)

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Luz

- Mãe, não consigo dormir, estou com medo do escuro.
- Como, filha, se deixei a luz do banheiro acesa?
- Mas quando fecho o olho, apaga!

(Marina, 6 anos)

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Profissão

- Filho, o que você vai ser quando crescer?
- Lindo da mamãe e do papai.
- Não, filho. A mamãe está perguntando de trabalho, de um emprego...
- Aah, sim... o Thor ou o Capitão América.

(Rafae, 2 anos)

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Palavras-cruzadas

Moramos em Genebra, na Suiça. Meu filho entende português, mas quando responde mistura português e francês: 
- Mamãe, me faz um mamá? 
- E a palavra mágica? 
- Por favor.
 Fui fazer o mamá e na volta:
 - Toma, meu amorzinho. O que você diz agora? Mer...
- Meeeerrrda!
- Ei! Isso não se diz!
- Ops, desculpe, mamãe. Merci!

(Lorenzo, 4 anos)

Latin lover

Em uma roda de conversa familiar, Alejandro falou:
- Vó, você está tão bonita, mas tão bonita, que os idosos vão chamá-la para dançar Despacito. 

(Alejandro, 8 anos)

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Futuro

- Mãe, eu sou de virgem, né?
- Sim.
- Quando eu perder a virgindade, que signo eu vou ser?

(Ana, 9 anos)

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Saudável

- Vamos parar o carro para tomar suco e comer pastel?
Giovanna sussurrou:
- Pode parar de reclamar, barriga. Você queria refrigerante mas minha mãe disse que será suco.

(Giovanna, 4 anos)

segunda-feira, 31 de julho de 2017

Oração

- Mãe, o que eu fiz de errado?
- Como assim, filha?
- Na oração falam assim: "perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a Keila que nos tem ofendido".

(Keila, 6 anos)

domingo, 30 de julho de 2017

Já que tá

Fomos abastecer o carro, meu tio abaixou o vidro e falou:
- Me vê cinquenta reais de gasolina.
Minha prima atrás, no embalo:
- E para mim também.

(Bianca, 5 anos)

sexta-feira, 28 de julho de 2017

Não posso ficar

Minha afilhada passou uma noite na minha casa com a minha amiga, mãe dela. No dia seguinte, na hora de ir embora, eu perguntei:
- Mas já vai embora, Alice?
- Vou. Tem muita gente que me ama me esperando.

(Alice, 3 anos)

quinta-feira, 27 de julho de 2017

Não basta ser

- Pai, amanhã é o dia da Família na escola. Você vai?
- Não, filho. Mas sua mãe vai.
- Ô pai, você sabia que pai também é família?

(Murilo, 4 anos)

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Bem-estar

- Mamãe, eu quero mais arroz.
- Filha, coma só o franguinho. O arroz branco vira açúcar no nosso organismo.
- Ah, então o arroz integral vira açúcar mascavo?

(Rebecca, 8 anos)

terça-feira, 25 de julho de 2017

Drive thru

Estávamos em uma lanchonete, quando ela veio com a seguinte pergunta:
- Mãe, a gente vai viajar para onde?
- Para lugar nenhum, Nanda. Tá doida?
- Ué, então porque o meu pai falou para a moça que a batata frita era pra viagem?

(Fernanda, 8 anos)

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Amor

Estava brincando com minha priminha no pula-pula, quando ela me olhou e disse:
- Eu vou ter você para sempre né, Laís?

(Yasmin, 4 anos)