quinta-feira, 22 de junho de 2017

Ops

- Mãe, passei um mico no aniversário da minha amiga. Eu estava me segurando para não soltar um pum, mas aí deu vontade de espirrar. Quando eu espirrei, soltei o pum junto.

- E alguém ouviu?

- Só a aniversariante. Olha que sorte!


(Nina, 9 anos)

terça-feira, 20 de junho de 2017

Bons olhos

Estávamos na fila para pagar a conta da farmácia, apareceu minha irmã com uma embalagem de escova de dentes e perguntou:
- Mãe, vamos comprar? Está barato.
- Isso deve estar caro, Raica.
- Claro que não. Custa um real. Está escrito: leve dois pague um.

(Raica, 8 anos)

sábado, 17 de junho de 2017

Times em campo

- Eu sou Vasco. E você?
- Eu sou Larissa.

(Larissa, 2 anos)

Contato

Temos um primo que faleceu há dois meses. Então hoje o Arthur me perguntou:
- Tata, se eu mandar uma mensagem para o Rapha ele vai responder lá do céu?
- Não, Arthur. Mas ele vai ver.
- Então se eu mandar vai aparecer visualizado?

(Arthur, 10 anos)

Ele está no meio de nós

A Aylla saiu da sala e eu perguntei:
- Você vai me deixar sozinha?
Ela me olhou e respondeu:
- Não, mamãe. Fica com Deus.

(Aylla, 3 anos)

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Lugar

Abrimos o cofre do Miguel e diante de tantas moedas indaguei:
- Filho, quanto dinheiro! Você já sabe aonde vamos gastar?
- Já sei, mamãe. Na zona.
Assustada, perguntei:
- Miguel, você sabe o que é uma zona?
- Sim, mamãe. É aquilo que fazemos na sala de brinquedo.

(Miguel, 6 anos)

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Dupla personalidade

- Alexandre, qual o nome da sua professora nova?
- Batman, tia.
Olhei o caderno estava escrito: Professora Fátima.

(Alexandre, 5 anos)

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Par

Meu sobrinho contou que iria na festa junina e eu perguntei:
- Você vai dançar quadrilha?
Ele me olhou com um olhar de censura e respondeu:
- Não, tia. Vou dançar com a Júlia.

(Bruno, 7 anos)

Carta fora do baralho

- Pai, qual é o nome dessa ferramenta?
- É um esquadro, filho.
- Tu não gosta mais dele?
- Por que, filho?
- Porque tudo que começa com "ex" a gente não gosta mais. Tipo: ex marido, ex namorado.

(Artur, 6 anos)

terça-feira, 13 de junho de 2017

500 mil corujas (e contando)



Há exatamente um ano, fizemos um post por aqui comemorando 50 mil corujas acompanhando o blog no Facebook.

Hoje pela manhã, paramos um pouquinho a correria do dia-a-dia para notar (e comemorar) o fato de que agora, doze meses depois, já somos 500 mil. Isso aí, meio milhão!

Por que isso é legal? Para nós, porque mais gente nos envia suas pérolas e continuamos com conteúdo para postar aqui todos os dias. Mas, tem também outro significado, mais profundo e importante: o de que mesmo em um momento de crise tão duro pelo qual passa nossa sociedade, ainda podemos parar alguns segundos no nosso dia para celebrar a pureza e a graça da infância. E sorrir :-) No meio do caos, a gente sorri com a inocência dos nossos pequenos. E talvez isso nos leve a notar, por um instante que seja, o que importa de verdade na vida.

Obrigado pela companhia diária. E seja feliz.

Abraços,
Manú e Henrique

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Feliz dia dos namorados

- Lara, o que é o amor?
- Amor é quando alguém te dá coxinha.

 (Lara, 7 anos)

Preferências

- Mãe, eu gosto de um menino da minha sala.
- E ele é bonito, Malu?
- Não... Mas ele conta um monte de piadas. Eu gosto dele pela diversão.

(Malu, 6 anos)

Localização exata

- Lú, cadê meu ovo?
- Está circulando no meu sistema digestório.

(Luani, 10 anos)

sábado, 10 de junho de 2017

Varejo

A vovó estava conversando com a Alice e disse:
- Você é o bebê do seu papai e o seu papai é o bebê da vovó.
- Onde você pegou o seu... não tinha pequenininho?

(Alice, 2 anos)

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Função

Voltando de carro da casa dos avós, observando os moinhos de vento pela janela (moramos na Holanda), Yasmin perguntou:
- Porque é que venta? O vento serve para quê?
O papai manteve a idéia de motivar ela a pensar e perguntou:
- Para que você acha que serve o vento? Me conta?
- Eu acho que serve pra secar a roupa do varal. Senão como iríamos vestir roupa sequinha?

(Yasmin, 3 anos)

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Definições de integral

Servi arroz integral em casa e minha filha disse:
- Que arroz estranho é esse?
- É arroz integral. Não conhece?
- Conheço, sim. Tem crianças integrais na minha escola também.

(Isadora, 3 anos)

Cuidando

O avô fumando cigarro na sala e o neto falou:
- Vô, pare de fumar ou vá fumar lá fora.
Rindo o avô respondeu:
- Léo, vai cuidar da sua vida.
- Ué, mas é isso que eu estou fazendo.

(Leonardo, 6 anos)

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Vocação

No carro:
- Mãe, quando eu crescer quero ser professora de natação, motorista de táxi e cowboy. Mas sabe mesmo o que eu quero?
- Que legal, filha. O quê?
- Quero ter um caminhão de lixo bem grande para levar você e o papai para passear.

(Beatriz, 5 anos)

terça-feira, 6 de junho de 2017

domingo, 4 de junho de 2017

Acordo sindical

Manu arrancou seu primeiro dente na casa da Dinda, que perguntou:
- Manu, com quanto será que a Fada do Dente vai te presentear?
A mãe dela prontamente respondeu:
- Uma moedinha de um Real, claro!
Manu disse:
- Fiquei sabendo que as Fadas dos Dentes agora só trabalham com notinhas...

(Manuela, 5 anos)

Nacionalidade

-Dudu, quem nasce no Brasil é o quê?
-Bebezinho!

(Eduardo, 2 anos)

Control+Z

- Meninos, semana que vem vocês vão dormir um dia na vovó. O papai e eu precisaremos estar bem cedo no hospital porque o papai vai operar.
- Operar o que, mãe?
- Ele vai fazer uma cirurgia para não ter mais filhos.
- Meu Deus, mãe! Então a gente não vai mais ser filho dele?

(Davi, 7 anos com Pedro, 9 e Lucas, 4)


sexta-feira, 2 de junho de 2017

Exames

Fui fazer um exame em uma clínica de medicina diagnóstica e levei a Raínne comigo.
Nós aguardamos o atendimento ao lado da atendente que marcava os exames dos pacientes pelo telefone. Ela ficou observando a moça trabalhar e quando chegamos em casa, ela colocou uma mesinha na sala, pegou um telefone velho e começou a brincar de atendente.
Quando passei perto dela, disfarcei pra vê-la brincado e ouvi:
- Tudo bem senhor Roberto, sua ultra-sonografia transvaginal foi marcada com sucesso. Tenha uma boa tarde!

(Raínne, 7 anos)

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Expectativa baixa

- Luiza, agora que passamos o shampoo, vamos passar o condicionador.
- Não, vó! Agora preciso esperar um pouco para o shampoo fazer defeito.

(Luiza, 5 anos)

terça-feira, 30 de maio de 2017

Poliglota

- Filho, que música é essa que você está assobiando?
- Não adivinhou, papai?
Assobia novamente!
Em inglês ou português?                                           

(Piero, 7 anos)

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Eu vou chamar o síndico

Estava tocando a música "W/Brasil" do Jorge Ben Jor no carro. Quando acabou, Cecilia disse:
- Pai, dessa música eu só sei cantar aquela parte que fala assim: "Desmaia".

(Cecilia, 4 anos)

Fôlego de vida

A amiga da minha filha foi dormir na nossa casa e quando apagamos as luzes ela perguntou:
- Aqui tem monstros?
Minha filha respondeu:
- Não! Só espírito.
Assustada a Olívia perguntou:
- Mas como assim?
- Espírito, ué?! Espírito de Deus.

(Mariane e Olívia, 6 anos)

domingo, 28 de maio de 2017

Check in

Estava sentado no sofá, a Anne chegou e disse:
- Quero sentar aqui, tio. Eu estava sentada aqui.
E assim ficou insistindo, até que respondi:
- Não estou vendo nenhum "A" de Anne aqui, marcando seu lugar.
- Mas ali do lado está escrito "tio Daniel".

(Anne Louisa, 3 anos)

Fica a dica

Minha filha estava jogando Mortal Kombat e deu um golpe muito bom. Perguntei na hora:
- Como você fez isso, Malu?
- O segredo é não olhar, mãe! Eu não olho e aperto todos os botões.

(Malu, 6 anos)

sábado, 27 de maio de 2017

Não basta ser mãe?

- Mamãe, eu vou ser desenhista quando crescer. E você, mamãe, vai ser o quê?

(Manú, 4 anos)

Medidas

- Vou te comprar um chinelo, Duda.
- Eba.
- Quanto você calça?
- Eu calço dois.
- Dois é muito pequeno.
- É nada. Eu calço um em cada pé.

(Duda, 6 anos)

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Etapa

Bia me pergunta se eu sei como é a idade dos gatos, já que a dos cachorros ela sabe que é 7 anos para cada ano do ser-humano. Eu digo que não sei, que apenas sei que os primeiros seis meses são a infância, dos seis meses à um ano é a adolescência e de um ano em diante é a idade adulta. Ela, então, na lata diz:
- Meu Deus, se ele tem 4 meses, então meu filho é um pré-adolescente. A pior fase!

(Bia, 9 anos)

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Consagrado

Rafaella foi à missa com sua vó. A avó decidiu tomar a hóstia e foi para a fila. Rafaella foi junto pois estava muito curiosa sobre o que estava acontecendo. Após ver a avó receber a hóstia ela perguntou:
- Vó, o que é isso que está comendo?
- É o corpo de Cristo.
A Rafaella fiou brava e disse:
- Vó, você é vegetariana. Não pode!

(Rafaella, 7 anos)

Alimento

Minha irmã contou que tinha feito purê de batata para o almoço e meu sobrinho respondeu:
- Mamãe, purê de batata é igual oração, né?
- Igual oração, Arthur? Por quê?
- Olha, mamãe: - Papai do céu, muito obrigado "purêsse" papá, amém.

(Arthur, 3 anos)

segunda-feira, 22 de maio de 2017

O país do futuro

Estava assistindo ao desenrolar da crise política na TV e a Nina, sentada ao meu lado, lia alguma coisa. No final da reportagem, ela baixou o livro e me perguntou:
- Pai, me explica o que aconteceu?
Tentei resumir a coisa toda. Falei sobre corrupção, sobre o sistema político no país e como algumas pessoas desviavam dinheiro de empresas públicas e agora estavam sendo descobertas e investigadas. Concluí tentando mostrar que quem sofria com isso tudo era o povo, que o dinheiro roubado, no fim, deixava de ser investido em hospitais, escolas e benefícios para as pessoas que mais precisam:
- No fim, filha, a maioria só está preocupada em tirar vantagem para si. Eles não pensam no povo. Eles roubam muito. E para piorar, ficam ricos, muito ricos, desviando o nosso dinheiro e tirando dos mais pobres.
Ela refletiu um segundo...
- Entendi. Mas então eu acho que vou ser política, pai.
- Por que, Nina?! Você não entendeu o que eles fazem?
- Entendi. Mas alguém tem que chegar lá para arrumar essa bagunça.

(Nina, 10 anos)

domingo, 21 de maio de 2017

Pinóquio?!

Virou para a vó recém operada de câncer de pele no nariz:
- Vovó, o que aconteceu com o seu nariz?
- A vovó tirou um pedacinho.
- Vovó, você andou mentindo?

(Lavínia, 4 anos)

Silêncio

- Analu, não quero falar para você ficar quieta novamente.
- É só não falar.

(Analu, 5 anos)

Extra! Extra!

Cheguei em casa depois do trabalho e meu irmão falou:
- Bú! Bú! A mãe vai ser repórter!
- Como assim? Repórter por quê?
- É porque ela foi fazer entrevista de emprego.

(Matheus, 9 anos)

Amparo

A avó chegou em casa cansada, cheia de coisas para fazer e falou consigo mesma:
- Meu Deus, nem sei onde estou.
A Laura de longe, ouvindo tudo, chegou perto e disse olhando nos olhos dela:
- Tá difícil! Você está em casa! Esta aqui é a sua casa!

(Laura, 5 anos)

Neologismo

- Kaka, o que é "descreva"?
- É falar sobre alguma coisa.
- Ué, pensei que descreva era escrever e depois apagar.

(Clarisse, 7 anos)

Negação

- Duda, não estamos mais tomando refrigerante aqui em casa. Tem que tomar suco natural.
- Então, titia, compra o refrigerante para a gente e esconde de você.

(Duda, 6 anos)

O número 2 da matemática

Meu aluno Heitor, querendo me mostrar as habilidades em matemática, disse:
- Eu gosto de adição, multiplicação e evacuação.

(Heitor, 6 anos)

Semana

- Bem que a vida poderia ser ao contrário, né Vic?
- Como assim ao contrário?
- Cinco dias de descanso e dois dias de trabalho.

(Mariana, 7 anos)

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Terceirização

- Dudu, vem fazer a lição, filho.
- Não, mamãe.
- Dudu, se você não vier, eu vou fazer!
- Obrigado, mamãe.

(Dudu, 2 anos)

Objetivos

- Tia, qual o sentido da vida?
- Perdoar, amar e ser amado.
Algum tempo depois:
- E pra você, Julia? Qual o sentido da vida?
- Comer.

(Julia, 5 anos)

Genérico

Estávamos rezando o Pai Nosso antes de dormir e deixei o Isaac falar primeiro enquanto eu repetia a reza. No final ele disse:
- Então, não nos deixeis cair... em... algum lugar. Amém "

(Isaac, 5 anos)

Autoconhecimento

Meu priminho estava chorando sem motivo aparente, então perguntei:
- Por que você está chorando?
- É manha.

(Domênico, 2 anos)

Curta

Estamos no site comprando ingressos para o cinema. Samara viu que pedi duas inteiras e uma meia entrada, então questiona:
- Mãe, porque meia entrada?
- É para você, Sam.
- Mas eu quero assistir o filme inteiro. Não meio filme.

(Samara, 8 anos)

Lançamento

- Mãe, não pode mentir, né?
- Não!
- Só pode mentir no cinema, né?
- Não! Também não pode. Por quê?
- Porque o homem da TV disse: "Somente nos cinemas".

(Ryan, 7 anos)

Corte e costura

- Gigi você vai de perua para a escola?
- Não, tia. Eu vou de uniforme, mesmo.

(Giovanna, 4 anos)