Dieta

– Poxa, mãe, quer dizer que para emagrecer eu tenho que deixar de comer um monte de coisas que eu gosto? Isso não é justo!

(Sofia, 8 anos)

 
 

Deduções

Estava com meu sobrinho em frente ao túmulo do meu pai. Como o cemitério é no interior, a identificação é feita em uma cruz de madeira, no qual vem o nome, data de nascimento e falecimento. Paulo Henrique perguntou:
– Tia, a letra “N” significa o quê?
– É a data de nascimento do seu avô.
– E o “F” é de “Foi”?

(Paulo Henrique, 11 anos)

 
 

Ui

– Ana, se você sabe a senha do meu celular, sinta-se importante.
– Eu não vou me sentir importante. Eu tive que descobrir sozinha.

(Ana Pietra, 8 anos)

 

Fair Play

Assistindo ao jogo do Brasil na Copa, Isabela soltou um comentário sobre o jogador número 11 da Suiça, que levou um cartão amarelo:
– Ele é bonito por fora, mas por dentro é “derrubador”.

(Isabela, 8 anos)

 

IML

Eu conversando com meu filho:
– Thiago, amanhã vamos ao médico fazer exame de sangue, tá?
– Mãe, você só me leva em médico que dá injeção, coisa que dói. Já ouviu falar no Instituto Médico Legal? Lá deve ser bem legal.

(Thiago, 7 anos)

 

Moradia

Estava me despedindo da minha sobrinha, que iria viajar e ela fala:
– Tia Natália, você mora na minha cabeça e no meu coração.

(Maria Alice, 4 anos)

 
 

Estágio

– Filha quem é essa minhoca que você desenhou?
– Não é minhoca, é o Sorilóis.
– Ah, filha, esse é seu amigo imaginário?
– Não, mamãe, marido imaginário.

(Beatriz, 5 anos)

 

Autêntica

– Qual princesa você é? Cinderela, Branca de Neve ou Bela Adormecida?
– Eu sou a princesa do papai.

(Cecília, 3 anos)