terça-feira, 26 de julho de 2016

Fraldário

Estava na casa da minha sogra com o meu sobrinho. Certa hora, meu namorado foi ao banheiro. Ele começou a demorar e eu comentei:
- Nossa, que demora!
Aí meu sobrinho disse:
- Ô, tia Fran, a mãe dele não vai subir pra limpar ele, não? Acho que ele ta é esperando.

(João Victor, 5 anos)

sábado, 16 de julho de 2016

Ihc!

Meu sobrinho estava com soluço. Veio correndo e disse:
- Tia Fraaaaan, pega no meu coração?
- O que tem o seu coração?
- Ele tá tossindo.

(João Victor, 5 anos)

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Gênio indomável

Estava fazendo uma pesquisa com estudantes de altas habilidades para entender sobre suas personalidades. Em uma entrevista, perguntei para um menino:
- Quais são suas atividades além de estudar?
- Eu gosto de ler.
- Que tipo de livro?
- Tipo análises sociais e filosofia.
Impressionado pedi um exemplo:
- Ah professor, tipo Diário de um Banana.

(11 anos)

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Fator psicológico

Minha sobrinha fez um pequeno corte no dedo e ao notar que sangrava, desatou em um choro sofrido:
-Ai, tia. Tá doendo, tá doendo...
Nisso, uma prima tentando consolá-la, disse:
- Não está doendo, linda. É psicológico... é psicológico.
E ela num berreiro maior ainda:
- Ai, tia. Meu psicológico tá doendo.

(Dayra, 4 anos)

terça-feira, 12 de julho de 2016

Só o básico

Estava muito frio e meu chuveiro havia queimado. Por isso, tive que dar banho no meu filho usando um balde e uma canequinha, com água aquecida no fogão. Ele não parava de brincar e conversar, adorando a novidade. Então falei:
- Anda, Ryan, banho de caneca precisa ser rápido, tem que lavar só o básico!
- O quê?!
- Banho de caneca tem que ser rápido e lavar só o básico.
Ao que ele respondeu prontamente:
- Mas eu não tenho básico.

(Ryan, 4 anos)

segunda-feira, 11 de julho de 2016

Tão perto, tão longe

Meu filho estava sentado ao meu lado no sofá e perguntou:
- Mamãe, você está com saudades de mim?
- Não, filho. Você está aqui ao meu lado. A gente só sente saudades de quem está longe.
Ele imediatamente corre para a outra ponta do sofá, vira pra mim e diz:
- E agora, mamãe? Você está com saudades de mim?

(Heitor, 3 anos)

domingo, 10 de julho de 2016

Eternidade

Nina, num momento de reflexão:
- Mãe, você vai viver até que a morte nos separe?
- Com certeza, filha.

(Nina, 9 anos)

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Corrigindo

Estava discutindo com meu irmão mais novo, quando ele falou:
- Eu vou brincar, sim.
- Vai uma ova!
- "Ova", não. O-vo.

 (Richard, 5 anos)

quarta-feira, 6 de julho de 2016

terça-feira, 5 de julho de 2016

Xing ling

A Isabela ficou encantada com o Google Tradutor:
- Mãe, eu vou escrever aqui: "minha mãe é chata". Mas não precisa ficar triste porque vou ver em chinês e não em português, tá?!

(Isabela, 5 anos)

segunda-feira, 4 de julho de 2016

Que seja eterno enquanto dure

Como não tenho nenhum parentesco direto com o João, falei para ele, já tem algum tempo, que seria sua tia "emprestada" até quando ele quisesse. Hoje, tivemos o seguinte diálogo:
- Hoje você é minha tia.
Perguntei:
- Até quando?
- Até o fim dos números.

 (João, 5 anos)

quarta-feira, 29 de junho de 2016

Teacher

Meu filho me perguntou como se fala "porta" em inglês e eu respondi:
- Se fala "door", filho.
Ele me olhou e disse:
- Ahhh, por isso que quando prendemos o dedo na porta, falamos "que door!".

(Cairê, 7 anos)

terça-feira, 28 de junho de 2016

Ouço duro de roer

- Mãe, "ouva" isso...
- Não é "ouva", Isabela. É ouça.
- Tá bom. Está "oucino" agora?

(Isabela, 5 anos)

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Estoque

Diálogo entre a professora e os alunos:
- Minha voz está ruim hoje.
- Eu tenho várias "voz". A vó Neuza, a vó Terezinha...

(Mariah, 2 anos)

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Amor

Caio olha para seu bisavô sentado na poltrona e pergunta:
- Por que seu braço tá murcho?
O bisavô começa a chorar e diz:
- Tô velho. Tem que jogar fora, no lixo...
- Nããão. Eu gosto de braço murcho.

(Caio, 4 anos e seu bisavô 89)

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Muuu

- E "moon" em português, o que quer dizer?
- Vaca, né, professora?! Va-ca.

(Guilherme, 4 anos)

terça-feira, 21 de junho de 2016

Pronto

- Benjamin, quantos anos você tem?
- "Teis".
- E depois do três vem o quê?
- Jááá!

(Benjamin, 3 anos)

segunda-feira, 20 de junho de 2016

São Fofão

Papo da noite na hora de escovar os dentes:
- Pai, hoje a gente leu a história do homem cabeludo na igreja.
- Ah é, filha?
- É, do Fofão.
O pai, sem prestar muita atenção, foi dando corda e concordando com a filha:
- É, filha, o Fofão era cabeludo mesmo e...
Até que a mãe gritou lá do quarto:
- É Sansão!

(Clarice, 4 anos)

domingo, 19 de junho de 2016

Menino do tempo

Na volta do shopping, tivemos que pegar outra rota já que a via principal estava interditada por causa da neve. Liguei meu GPS e de repente meu filho começou a falar lá do banco de trás:
- Meu Deus do céu, estamos perdidos. Não vamos chegar em casa a tempo.
- A tempo de quê, meu filho?
- Eu não sei, mãe. Só a tempo.

(Eduardo, 7 anos)

sábado, 18 de junho de 2016

Plural

- Vitória, o que é esse buraquinho na barriga?
- Umbigo.
- E se fossem dois buraquinhos na barriga?
- Seria "doisbigo".

(Vitória, 5 anos)

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Cavalheiro

Meu sobrinho estava com minha mãe no campo, quando ela se machucou. Vendo que começou a sangrar,  ele falou:
- Calma, vovó. Depois de casar sara.
Já em casa, minha mãe perguntou:
- Mas como poderia sarar depois de casada se eu já me casei?
E ele respondeu:
- Eu sei, vovó. Era só para te acalmar.

 (Murilo Gabriel, 5 anos)

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Virando bicho

- É um leão - disse o Daniel fazendo careta de leão.
- Na verdade é uma onça, filho - disse a mamãe.
- Não é! É um "onço", não está vendo que é um menino? Está até todo pintado - retrucou a Luisa. 

Daniel (2 anos) e Luisa (5 anos)

quarta-feira, 15 de junho de 2016

Diga xis

Nina no laboratório, depois de fazer um raio-x:
– Papai, eu olhei na foto que o médico tirou de mim mas não vi Jesus lá dentro.

(Nina, 4 anos)

terça-feira, 14 de junho de 2016

Enferrujado

- Mamãe, estou com uma dor nas dobradiças das minhas pernas.

(William, 3 anos)

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Você me paga

Estava muito frio. O Rafa tinha que tomar banho e foi direto para o banheiro, sem levar nada. Eu o chamei e disse que tinha uma sugestão:
- Pegue a roupa que vai usar depois para já vesti-la no banheiro e não ter que sair pelado pela casa até o quarto, passando frio.
Ele então me disse:
- Ótima sugestão, Zeize. Obrigado. Merece um abraço, um abraço de uma hora.
Ele veio e me abraçou. Então eu disse que era melhor ele ir logo tomar banho, mas que depois eu iria cobrar meu abraço de uma hora. E ele:
– Ah, mas sabe como é, o imposto tira a metade.

(Rafael, 9 anos)

domingo, 12 de junho de 2016

Classificados

- Vovó, você tem namorado?
- Não, não tenho, Vitoria.
- Não se preocupe. Eu vou arranjar um para você, bem velhinho, igual a senhora.

(Vitoria, 5 anos)

sábado, 11 de junho de 2016

Doeu?

- Dinda, a dentista arrancou meu dente.
- Por quê?
- Porque doía muito.
- Hum, e agora não dói mais?
- Não sei.
- Como não sabe?
- Eu não estou mais com ele.

(Isabele, 5 anos)

quinta-feira, 9 de junho de 2016

Atitude

- Tatá, achei um bicho na cozinha.
- Bruninho, você achou um grilo.
- Um grilo?
- Igual ao grilo do Pinóquio, um grilo falante.
- Não, Tatá. É um grilo pulante.

(Bruno, 4 anos)

sexta-feira, 3 de junho de 2016

Brinquedo

João Pedro fez um pequeno machucado no dedo e acabou saindo a pele.
Então, de manhã, meus dois filhos estavam na minha cama e o Julio, de apenas 4 meses, pegou na mão do João. Na hora o João tirou a mão e disse:
- O maninho, não mexa no meu dodói. Está faltando peça.

(João Pedro, 2 anos)

quinta-feira, 2 de junho de 2016

Ensinando

- Ah, filha. Você é um amor. Nem sei como te agradecer.
- Ah, mamãe, é fácil. Eu te ensino. Você diz "obrigado" e eu respondo "de nada". Assim.

(Nina, 2 anos)

quarta-feira, 1 de junho de 2016

Com ou sem emoção?

Meu filho Isaque recebeu um amigo em casa e na hora do lanche falei:
- Hoje cada um faz seu lanche e lava sua louça. Ok?
O Edú topou mas o Isaque falou:
- Ah, não. Eu não quero lavar a louça.
- Vai lavar, sim. Cada um lava a sua, filho.
- Ah, pai. Eu não gosto de lavar a louça.
A Thais também entrou na conversa:
- Gostar, também não gosto, mas precisa lavar. É a vida.
- Mas a vida precisa ser mais do que isso.

(Isaque, 10 anos)

50.000 obrigados!

50 mil seguidores!

Quando demos a luz a esse blog, quase 7 anos atrás, a gente não imaginava que existiam tantas corujas navegando pela internet que passariam a se divertir com a gente por aqui.

Começamos com posts de frases da Nina, que começava a falar suas primeiras frases, e da Luiza, nossa impagável priminha que inaugurou um caderno onde antes as frases eram anotadas (cadernos são a versão pré-histórica dos blogs).

Hoje, 943 posts depois, batemos a boa marca de 50 mil seguidores em nossa página no Facebook. O blog bate recordes de audiência todos os meses (em maio, tivemos 193 mil visualizações). Todos os dias recebemos e-mails com ótimas pérolas para postar e mais e mais gente compartilha outras frases nos comentários e murais do Facebook.

Bom, tudo isso aí para dizer uma coisa só: obrigado! 50 mil vezes obrigado!

Manú e Henrique

terça-feira, 31 de maio de 2016

Mãe com açúcar

Quando eu tinha 40 anos, nasceu minha filha Clara e com o passar dos anos eu disse para ela:
- Ihhhh! Quando você fizer 10 anos a mamãe vai fazer 50!
Na mesma hora ela saiu com essa:
- Então você vai ser minha avó?

(Clara, 4 anos)

segunda-feira, 30 de maio de 2016

De volta para o futuro

- Rodrigo, já está tarde. Vá dormir.
- Ah, mãe, não. Se eu for dormir agora e você não for, eu vou chegar lá no amanhã primeiro e vou ficar sozinho.

(Rodrigo, 3 anos)

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Golpe

- Mãe, hoje eu tive aula de karatê na escola. É assim, ó...
Depois de fazer alguns movimentos com seu jeitinho de criança, falei:
- Filha, acho que isso é aula de judô.
- Não, mamãe, ele não ajudou. Ele ensinou.

(Estela, 4 anos)

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Dose dupla

- Lara, desça da cadeira. Você vai cair.
Ela nem me respondeu.
- Lara, eu vou tomar essa cadeira de você.
- Não.
- Então você vai tomar cuidado?
- Vou. Vou tomar tudo.

(Lara, 4 anos)

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Embrulho

O Caique estava aprendendo a olhar aqueles encartes de propaganda. Então, apontou para um brinquedo do encarte e pediu:
- Tia, dá esse brinquedo pra mim?
- A tia não tem dinheiro pra comprar presente pra você, querido.
Ele logo disse:
- Não precisa vir de presente, não. Pode vir na sacolinha mesmo.

(Caique, 3 anos)

quinta-feira, 19 de maio de 2016

Tattoo

Conversando com a minha prima, comentei:
 - Isa, que legal! Você fez tatuagem de henna?
Ela prontamente respondeu:
 - Não, de borboleta.

 (Isabella, 6 anos)

terça-feira, 17 de maio de 2016

O que há, velhinho?

Em nossa oficina Da Horta para a Mesa, estávamos conversando sobre a horta, colhendo cenouras e beterrabas, quando perguntei ao aniversariante:
- Você gosta de cenoura?
E ele respondeu com toda a sinceridade de uma criança aos 3 anos:
- Eu prefiro chocolate!


segunda-feira, 16 de maio de 2016

Tomou?

- Carlos, tu não gosta de leite de vaca?
- Nããão. Eu só tomo leite de caixinha.

(Carlos, 7 anos)

sábado, 14 de maio de 2016

Plano B

- Heloísa, já falei dez vezes para colocar o tênis. Por que ainda está sem tênis?
- Ué?! Porque você ainda não pegou o tênis pra mim.
- Ah, tá! Então você só põe o tênis se eu pegar? E se eu morrer você vai fazer o quê?
- Vish, mãe! Acho que vou usar só chinelo.

(Heloísa, 5 anos)

sexta-feira, 13 de maio de 2016

Buraco negro

Pedro estava mascando chiclete e depois de um tempo o pai perguntou:
- Pedro, cadê seu chiclete?
- Caiu.
Já procurando pelo chão e entre as cobertas, o pai perguntou:
- Onde caiu? Você engoliu, Pedro?
- Eu não engoli. Ele caiu bem aqui, na minha garganta.

(Pedro, 3 anos)

quinta-feira, 12 de maio de 2016

Sei...

Eu estava dirigindo com a Nicolle na cadeirinha atrás, quando ela disse:
- Nossa, mãe, você dirigi muito mal.
Brava, perguntei:
- O que você disse, Nicolle?
- Não, mãe. Eu quis dizer que a mulher que trabalha na minha creche dirigi mal.

 (Nicolle, 3 anos)

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Aumente o som

Deixei meu namorado na casa dele e levei minha filha junto. Voltando para casa o papo foi assim:
- Mamãe, por que o tio Daniel foi embora?
- Porque ele tem que ensaiar com a banda dele, filha.
- Ah, entendi. Ele toca o quê, mamãe?
- Ele toca baixo.
- Mas, mamãe, isso tá errado. Se ele tem uma banda ele tem que tocar alto. Se ele tocar baixo ninguém escuta!

(Bárbara, 5 anos)

segunda-feira, 9 de maio de 2016

Deus te crie

A Pietra estava espirrando. Então, como eu vivo chamando a atenção dela para não ficar sem blusa, eu disse:
- Vaaaiii!
- Por que você não fala "saúde", que é muito mais sensato de se falar para os outros?

 (Pietra, 5 anos)

domingo, 8 de maio de 2016

Feliz dia das mães

- Vicenzo, o que é isso na parede? A mamãe não te explicou que não pode escrever nas paredes?
- Mas, mãe, tá escrito: "Mãe, eu te amo".

(Vincenzo, 4 anos)

sábado, 7 de maio de 2016

Cardiologista

- Thamara, meu pai foi no médico do coração.
- Foi, Samara? O que ele tem?
- Partiram o coração dele.

(Samara, 3 anos)

quinta-feira, 5 de maio de 2016

Olhos do coração

- Mãe, alguém já viveu mais de 100 anos?
- Sim, várias pessoas.
- E mais de mil anos?
- Não.
- Nem Deus?
- Bom, nem todos acreditam em Deus, eu mesma não acredito e...
- Deus existe, sim!
- E como você sabe?
- Ele é como açúcar no suco: você não vê, mas sente.

(Larissa, 5 anos)

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Geografia

Estudando geografia com as filhas, perguntei:
- Meninas, quais os movimentos da terra?
- Rotação e inflação.

 (Helena, 6 anos)
Google+