sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Hortelã

- Qual o nome daquela água que fica na boca?
- Saliva?!
- Isso. Acho que a minha está vencida.
- Por quê?
- Porque está com gosto ruim.

 (Monize, 8 anos)

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Maternidade

Aurora adora os animais. Tanto insistiu que conseguiu que eu arrumasse uma cachorrinha para ela. Percebi que tudo que comia ela oferecia à Leona, nossa cachorra. Chamei ela no canto e comecei a explicar que a alimentação e vida dos animais era diferente da nossa. Nem tudo que nós comemos os animais poderiam comer e nem tomar banho todos os dias. Ela com ar sério questionou:
- Mamãe, quem é a minha mãe?
- Eu.
- Então, não é a senhora que diz como eu devo fazer tudinho? Deixa a Leona comigo. Sou responsável com meus filhos também, igual você.

(Aurora, 4 anos)

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Tudo que você disser...

A minha irmã vira para o meu sobrinho e fala:
- Vitor, não pode roer a unha. Está cheio de bicho morto debaixo dela e eles vão comer toda sua barriga!
Ele com um olhar de desdém e com uma voz serena questiona:
- Mãe, como eles vão comer minha barriga se estão todos mortos?

(Vitor, 4 anos)

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Vamos fugir

Estava quente, compramos um balde de açaí e perguntei:
- Julia, quer açaí?
Ela imediatamente respondeu:
- Sair pra onde?

(Julia, 5 anos)

domingo, 25 de setembro de 2016

Meio de comunicação

Ontem à noite eu estava ensinando o Lucas a rezar.
Ele juntou as mãozinhas, fechou os olhos e repetiu tudo o que eu disse. Ao terminar, ele abriu os olhos, virou para o pai e disse:
- Papai, não é que eu mandei uma mensagem de voz para o Papai do Céu?!

(Lucas, 4 anos)

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Personagem

- Vó, se você se comportar, deixo você ser a Batgirl.

(Arthur, 3 anos)

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Ctrl+c Ctrl+v

Enquanto estava arrumando minha filha, olhei para ela e disse:
- Filha, você se parece tanto comigo.
E ela me respondeu:
- Ô, mãe, mas a gente nem é irmã.

(Maria Liz, 4 anos)

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Livre estou?

Minha filha estava no quarto cantando uma das músicas do filme Frozen, quando de repente falou: "Posso te falar uma coisa louca? Quer casar comigo?"
Nisso, o pai dela gritou lá da sala:
- O que você disse, Clara?!
E ela disfarçou:
- Ops! "Let it goooo...".

(Clara, 4 anos)

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Lá vai o sol...

Alice, com terçol no olho, me perguntou:
- Mamãe, esse "pôr do sol" já está indo embora, né?
- Esse o quê, Alice?
- Esse pôr do sol no meu olho. Já está sarando, né?

(Alice, 5 anos)

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Retomada


Ao assistir um comercial de uma dessas bonecas caras, Luisa chamou o avô e disse:
- Vô, eu quero essa boneca, mas não precisa comprar agora, pode esperar passar a crise.
  
(Luísa, 5 anos)

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Frio na barriga

- Victória, você sabe qual é a parte do seu corpo que eu mais adoro?
- Não, mamãe.
- O coração.
Ela, sorridente, retrucou:
- Mamãe, você sabe qual é a parte do seu corpo que eu mais adoro?
- Não, meu amor.
Virou para mim, com uma carinha apaixonada e disse:
- O intestino.

(Victória, 5 anos)

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Eu, tu, eles

- Mãe, vou pegar uma colher para mim comer o sorvete.
- Não é "mim", filha, é "eu". Para eu comer o sorvete.
Ela olhou, pensou por dois segundos e respondeu.
- Tá bom mamãe, eu pego uma colher para você também!

(Isabella, 4 anos)

terça-feira, 13 de setembro de 2016

O tempo não para

- Tia, aquela é sua televisão?
- É. Está estragada.
- E quem estragou?
- O tempo. Ele passou e ela parou de funcionar.
- E você não tentou parar o tempo?

(Arthur, 3 anos)

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Tarja preta

- Bia, leve esse remédio para o seu pai lá no quarto? Mas não vai comer, hein?! Se você comer você vai morrer!
- Mas, mãe...
- Leva logo, Bia!
Depois de uns minutinhos, ela volta, pálida, estranha. Perguntei:
- Levou o remédio ao seu pai, Bia?
- Levei sim, mãe. Mas ele não morreu. Está lá sentado.

(Beatriz, 4 anos)

domingo, 11 de setembro de 2016

Homem objeto

A bolinha de gude caiu num lugar bem difícil de pegar e o papai falou para o Heitor:
- Por que você não usa alguma coisa pra te ajudar a pegar a bolinha?
E ele respondeu prontamente:
- Eu já sei! Que tal um adulto?

(Heitor, 4 anos)

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Bem entendido

Depois de uma conversa sobre palavrinhas mágicas, Vitor Hugo perguntou:
- Tata, amarra meu cadarço?
- Fazendo um...?
- Um nó.

 (Vitor Hugo, 6 anos)

terça-feira, 6 de setembro de 2016

Espelho

- Mãe, polícia civil é aquele policial que se olhou e se viu?

(Murilo, 5 anos)

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Água pura

Estávamos na cozinha e meu filho me pediu para beber água. Dei um copo e ele perguntou:
- Mãe, essa água é morta?
- Hum, por que você está perguntando isso, Gustavo?
- Porque minha professora disse que água viva mata!

(Luís Gustavo, 4 anos)

sábado, 3 de setembro de 2016

Dando nome aos bois

- Amanda, você quer Romeu e Julieta?
- Quem é o Romeu, mãe?
- O queijo.
- E a Julieta?
- A goiabada.
- Então eu só quero a Julieta.

(Amanda, 05 anos)

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

O blog - Renovando o visual


Depois de 7 anos no ar e uma velha promessa de que em breve tudo ficaria mais bonito por aqui, finalmente o “em breve” chegou. Estamos inaugurando hoje uma cara nova para o blog. Sai o visual “paint brush” e entra uma identidade que traduz o que gostaríamos que o blog comunicasse: leveza, arte, a pureza da infância e alegria (ótimo trabalho do Hewerton Matos, grande amigo e designer talentoso).

O conteúdo continua o mesmo, todos os dias uma frase nova. Vez por outra, vamos testar os posts em formatos diferentes para facilitar o compartilhamento e divulgação.

Esperamos que gostem. Mas, como sempre, contamos com os comentários e retorno de vocês para nos dizerem o que estão achando.

Comemorem com a gente!

Abraços,
Manú e Henrique

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Aula de história

Quando uma criança vai mais à igreja do que à escola:
- Arthur, qual foi a princesa que libertou os escravos?
- Moisés?

(Arthur, 7 anos)

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Dona Flor

Estávamos conversando no carro, na volta da escola, quando o Matheus falou:
- Eu não namoro mais com a A.J.
- Por que, Matheus? Eu gosto tanto dela.
- Porque agora eu namoro outra menina da minha sala nova. Ela é muito legal.
Fez vários elogios à menina e depois completou:
- E ela tem mais sete namorados - disse, fazendo as contas com os dedos.
- Mas, Matheus, isso não é legal. É bem melhor namorar só uma pessoa, aí você se dedica mais.
- Eu sei, mãe. Eu também acho. Mas ela é que tem um monte de namorados. Eu só tenho ela.

(Matheus, 6 anos)

Curta nossa página no Facebook.

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Hóspede

Minha afilhada foi dormir em casa e meu pai perguntou para ela:
- Posso dormir com você, Laura?
- Não, eu tô acordada.

(Laura, 2 anos)

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Perfil

O André disse:
- Mãe, se um dia a gente tiver um restaurante eu quero ser o garçom.
E você, Rebeca, quer ser o quê?
- Quero ser a cliente.

(André, 10 anos e Rebeca, 6)

domingo, 28 de agosto de 2016

Feedback

- Enrico, hoje você vai dormir na sua cama.
- Por quê?
- Porque a mamãe e eu precisamos conversar.
- Vocês vão fazer um coaching?

(Enrico, 5 anos)

sábado, 27 de agosto de 2016

Quase lá

Eu e meus dois sobrinhos estávamos caminhando pela rua, quando o Moisés, segurando as minhas mãos, olhou para mim todo galanteador e disse:
- Tia, eu e você, fimose.
Eu, sem entender, perguntei:
- O quê, Moisés?
- Eu e você, fimose. Não sabe o que é fimose, tia?
Assustada, perguntei:
- O que é fimose?
- É "para sempre" em inglês, tia.
Então o Gustavo, indignado, corrigiu:
- É forever, moleque. Fo-re-ver!

(Moisés, 7 anos e Gustavo, 11)

Anfitrião

Minha mãe é professora de uma escola e com a chegada da primavera eles arrumaram a sala para deixar mais colorido. Um aluno reclamou:
- Tia, nem conheço essa sua prima Vera. Não tenho obrigação de arrumar a sala pra ela vir aqui.

(Victor, 6 anos)

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

É o amor

- Mãe, já pensou se ao invés dos números serem romanos, eles fossem românticos?
Seria lindo, né?!

( Guilherme, 6 anos)

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Teste de gravidez

Sou professora e na minha gravidez eu não sabia o sexo do bebê. Uma aluna me questionou:
- Prô, você ainda não sabe se é menino ou menina?
- Ainda não. Só no mês que vêm.
- Você fez o exame do xixi?
- Fiz.
- Tinha um tracinho ou dois?
- Tinham dois tracinhos.
- Aaahhh, então é menina. Minha mãe disse que quando tem dois tracinhos, sem dúvida, é menina.

(Gabriela, 7 anos)

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Observação

Estava na sala, com crianças de 4 anos, e comecei apontar os lápis de cor.
Algumas se aproximaram e logo estavam questionando como apareceria a ponta no lápis apontado. Depois de algumas suposições, uma menininha que até o momento ficou só olhando, falou:
- Ah, vocês não estão vendo? A tia coloca o lápis dentro do apontador e espera. Aí a ponta nasce.

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Definição

Minha filha estava no banheiro quando gritou: 
- Mãããeee! Uma barata!
- Grande ou pequena, filha?!
- Adolescente.

 (Ana Clara, 4 anos)

domingo, 21 de agosto de 2016

Referência

- Mãe, por que o nome dessa farinha é Dona Benta se no sítio quem cozinha é a tia Nastácia?

(Giovanni, 7 anos)

sábado, 20 de agosto de 2016

Quem vê cara...

- João, a tia está velha?
Ele me olhou, pensou e respondeu:
- Ahhhhh tia, só a cara.

(João, 5 anos)

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Compensação

- Papai, não quero que minha mãe doe minhas roupas.
- Mas filha, as roupas não cabem mais. Você tem que dividir com uma amiguinha que não tem roupas.
- E porque ela não tem roupas?
- Porque o papai dela não teve dinheiro para comprar.
- Então você divide o seu cartão como ele.

(Júlia, 3 anos)

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Árvore genealógica

Dou aula de inglês numa escolinha de crianças. Numa conversa sobre animais domésticos, perguntei:
- Jujú, você tem algum animal em casa?
- Tenho um cachorro, tia. Se chama Cindy.
- Legal! A minha também se chama Cindy.
Depois de um tempo pensando, Juliana me pergunta com cara de preocupada:
- Tia, qual o nome da sua mãe?

(Juliana, 3 anos)

terça-feira, 16 de agosto de 2016

Segredo

Cheguei no quarto das minhas filhas e me deparei com um coração enorme desenhado na parede. Perguntei:
- Quem foi que desenhou na parede?
A Bruna respondeu rapidamente:
- A Manuela não deixa eu contar que foi ela, mas uma hora você descobre, mamãe.

(Bruna, 4 anos e Manuela, 6)

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Coração de mãe

Minha mãe é professora do ensino fundamental numa escola da zona rural, no interior de Pernambuco e estava explicando sobre as olimpíadas no Brasil. Depois de mostrar todos os países do mundo no mapa mundi, ela disse:
- Pessoas do mundo inteiro virão ao Rio de Janeiro para assistir aos Jogos.
Então o Lucas perguntou:
- E eles vão caber aqui, professora?

(Lucas, 6 anos)

sábado, 13 de agosto de 2016

Vocação

Um dia, meu sobrinho conversava com seus pais tentando entender o porquê de alguém que não precisa mais estudar, optar por continuar estudando. Seu pai explicou que a faculdade servia para que as pessoas pudessem aprender a fazer algo legal para depois trabalhar com isso e ganhar dinheiro. Ele refletiu um pouco e disse:
- Ah, entendi! Tipo entregador de pizza, né?

(Lucas, 7 anos)

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Soletrando

Minha afilhada veio aqui em casa. Eu estava conversando com sua mãe, quando ela contou: 
- A Manuela aprontou!
- É, eu fiz M - disse Manu.
- M de quê, Manuela? - perguntei, curiosa.
- M de besteira!

(Manuela, 6 anos)

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

The boss

- Alice, quando começar a propaganda vamos tomar banho, ok?
- Mãe, eu também quero ter uma filha.
- Mesmo?
- Sim. Também quero ter alguém para mandar.

(Alice, 4 anos)

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

terça-feira, 9 de agosto de 2016

Conosco

Fomos passar uns dias na casa do meu padrinho, gaúcho que só ele, e ao sentar na mesa, ele chamou:
- Venham jantar conosco.
Após sentarem, a mãe da Julia perguntou:
- O que você quer comer, filha?
- Ah, mãe. Eu quero um pedaço do conosco.

 (Julia, 3 anos)

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Como eles crescem

- Mãe, tenho mais um dente mole.
- Ah não, Bruno. Será que você pode me fazer um favor de parar de crescer?
- Desculpe, mãe, mas seu bebê já era.

(Bruno, 5 anos)

domingo, 7 de agosto de 2016

STOP

- Vamos brincar de nome de carros que comecem com a letra "a".
- Eu sei. Eu sei. É Agabê 20*.

*HB20

(Bruno, 7 anos)

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Ligeiramente grávida

Elisa estava brincando de grávida com o primo e carregava uma boneca embaixo da blusa. Depois de um tempo, Gustavo foi para outro cômodo da casa. Então, a Elisa chamou:
- Vem aqui, amor.
E ele saiu falando sozinho:
- Isso foi a pior coisa que eu já ouvi na minha vida.

(Elisa, 4 anos e Gustavo, 5)

domingo, 31 de julho de 2016

Mundo mágico

- Mamãe, todas as princesas moram no castelo da Cinderela, aqui na Disney.
- Verdade, filha?
- Sim. Menos o príncipe.
- E onde mora o príncipe?
- Lá em casa. É o meu papai.

(Helena, 3 anos)

terça-feira, 26 de julho de 2016

Fraldário

Estava na casa da minha sogra com o meu sobrinho. Certa hora, meu namorado foi ao banheiro. Ele começou a demorar e eu comentei:
- Nossa, que demora!
Aí meu sobrinho disse:
- Ô, tia Fran, a mãe dele não vai subir pra limpar ele, não? Acho que ele ta é esperando.

(João Victor, 5 anos)