quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Padrastos

Estava no Playground com minha enteada Maria, de seis anos, por quem sou apaixonado. Ela estava no cavalinho (chamado "Rê" - esse pelo menos não morre, ao contrário do peixe que ela também chamou de Rê e cuja morte causou muita confusão quanto a meu estado de saúde), e uma outra menina da mesma idade no outro cavalinho (chamado "Não Sei").

Diálogo verídico:

(menina) - Você é o pai dela?
(eu) - Não, eu sou o padrasto. Namoro com a mãe dela.
(menina) - Ah. Eu tenho um monte de padrastos!


Enviada pelo Renato, do blog Diário de um grávido.