quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Qual é a palavrinha mágica?

Apesar de todos os avisos, alertas e comunicados em contrário, a Nina pegou uma bala do pacote e enfiou na boca. A mãe, desapontada, levou a Nina para o quarto e ela ficou ali "pensando" por 2 minutos.

Passado o tempo de castigo, a mãe voltou ao lugar e conversou seriamente com a pequena transgressora:

- Filha, você pensou direitinho no que fez?
- Ahãm.
- E o que você fez?
- "Disobedeci". Peguei uma bala...
- Isso mesmo. Tá errado, não tá?
- Tá.
- Então, agora, o que é que você tem que pedir pra mamãe? - a mãe, confiante na sua firmeza, esperava pelo pedido de desculpas.
- Mãe?
- Oi, Nina.
- Me dá uma bala, por favor?

(Nina, 2 anos)