quinta-feira, 10 de abril de 2014

Recarregando

A Bruna estava quietinha no sofá, esperando o almoço e não brincava com as outras crianças. Fui até ela e disse:
- Bruninha, vai brincar...
- Estou esperando o almoço.
- Vai brincar, quando estiver pronto, eu te chamo.
- Não dá, tio. A minha bateria está acabando.

(Bruna, 8 anos)