quinta-feira, 23 de abril de 2015

Cachola

No consultório, enquanto converso com o pediatra, a Flora sentou no chão e começou a cantar e falar sozinha.
Eu, meio sem jeito, viro para o médico e digo:
- Gostaria de saber o que se passa nessa cabecinha.
Ela, mais do que depressa, responde:
- Shampoo!

(Flora, 4 anos)