terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Melhor prevenir

Estávamos a caminho do casamento do meu filho, numa noite chuvosa, quando de repente o carro deslizou. Graças a Deus não batemos em ninguém.
Depois do susto, falei para minha sobrinha:
- Acho melhor orarmos, Lú.
- Sim, mas de olhos bem abertos, tia.

 (Luiza, 9 anos)