sábado, 13 de fevereiro de 2016

Nome próprio

Estava na farmácia, entra uma senhora com um menino e ela cumprimenta o farmacêutico:
- Boa noite, Luiz. Tudo bem?
- Boa noite, senhora.
Então ela pede para que o neto também o cumprimente e o Felipe fala:
- E aí, Vacilão!
A avó fica vermelha, roxa, azul e sem saber onde enfiar a cara, diz:
- Felipe, pelo amor de Deus, peça desculpas.
- Ai, vovó. O nome dele é Vacilão. Meu pai sempre chama ele assim.

(Felipe, 4 anos)