domingo, 19 de junho de 2016

Menino do tempo

Na volta do shopping, tivemos que pegar outra rota já que a via principal estava interditada por causa da neve. Liguei meu GPS e de repente meu filho começou a falar lá do banco de trás:
- Meu Deus do céu, estamos perdidos. Não vamos chegar em casa a tempo.
- A tempo de quê, meu filho?
- Eu não sei, mãe. Só a tempo.

(Eduardo, 7 anos)