sábado, 5 de novembro de 2016

Inteligência emocional

Conversando sobre o dia do meu sobrinho na creche, ele me contou que um coleguinha bateu nele. Perguntei:
- E você bateu de volta?
- Não, tia, eu falei para a professora. Revidar não ia resolver nada.

(Heitor, 3 anos)